11 de fevereiro de 2009

Ah,... que belo sonho que eu tive...

Eu raramente - mas muito raramente mesmo! - me lembro dos sonhos que tenho. Penso mesmo que se calhar não sonho enquanto durmo. De manhã nunca me recordo de nada.

Não sei se lamente, uma vez que a recordação que tenho dos meus sonhos ,até alturas de ir para a universidade, era a de serem sempre muito... ESQUISITOS... malucos mesmo!!!!

Há dois dias aconteceu-me precisamente um desses momentos raros em que me lembrei, ao acordar, o que sonhara nessa noite. Foi um sonho curto, "ameno" par o que me é hábito, com alguns detalhes turvos, mas mesmo assim foi muita bom, pois realizei, sem querer, um daqueles sonhos impossíveis! :D Podia era ter corrido melhor...

Aqui vai o relato:
Estava eu a passear por Braga (? parecia Braga, de início, mas depois já podia ser Porto ou mesmo Lisboa LOL). Passeava no centro, por entre outras pessoas na rua, quando vejo a passar um vulto por mim, cheio de pressa, que me parecia familiar:
- Bruno? Seu burro, já não se liga aos amigos? Que fazes por aqui? (sim, este Bruno - que raio fazias tu no meu sonho?).
Ele parou, virou a cara na minha direcção, viu-me e simplesmente não me disse nada e continuou o percurso dele muito apressado (fiquei mesmo lixada com ele :D). Levava uma mala a tiracolo e uma máquina fotográfica. Apercebi-me que estaria de serviço e com pressa. Como eu, aparentemente, não estava a fazer nada, fui atrás dele, para ver que raio ía fazer. Segui-o até um edifício de esquina, que parecia barroco, de dois andares, por onde ele entrou.

No segundo andar, pelas janelas, notei de cá de baixo que havia movimentação. Era claramente um evento cultural, uma apresentação. Resolvo entrar. Ao Bruno não lhe pus mais a vista em cima.

Entro, subo as escadas (embora não me lembre deste detalhe), e vejo uma grande sala de recepção com algumas pessoas, mesas alinhadas com garrafas de água por encertar, e cadeiras alinhadas no lado oposto. De repente as pessoas começam a sentar nas cadeiras e eu aproveito faço o memso. Algumas ficam de pé.

Quando as pessoas começam a diluir e a encontrar o seu lugar, vejo sentar-se na mesa em frente, com várias garrafas de água e um centro floral, rodeado de outros zés-anónimos, quem?? CHRISTIAN BALE - ele mesmo! Eu até fiquei sem ar! Por outro lado queria era um buraquinho pra sumir dali. "Onde eu me vim meter, sem saber ao certo o quê..." Um dos meus actores favoritos, ali, ao vivo, pertinho de mim. Que raio fazia ele ali ? Não fazia ideia. Seria a apresentação de qualquer coisa, mas não de nenhum filme, certamente. E eu à nora...

De repente um dos sujeitos que estava sentado ao lado dele, levanta-se e começa a fazer apresentações - não ouvi puto do que ele disse, havia um murmurinho de fundo das pessoas e o tipo não usou micro. Blá Blá Blá... sem me dar conta vejo o Christian Bale a puxar a mesa dele para junto de nós, plateia, e cola-se mesmo a nós. E em frente de quem é que ele por sorte ficou, heim?? Moi mêmme! O sangue gelou-se-me... Digo-vos, se ele for tão bom e poderoso em carne e osso, como o é ao vivo nos meus sonhos... vai lá vai...

Sei que ele estava com aquele ar de simpatia forçada que as estrelas fazem quando dão entrevistas sobre os filmes... E ele começa a puxar conversa - comigo e com outras pessoas que estavam de cada um dos meus lados, ao que me apercebi, seríamos os fãs (agora, eramos pouco, por isso não sei qual foi o critério de selecção... se calhar eram artistas, qualquer coisa... só sei que entrei à sucapa).
Fquei atrapalhadíssima, com medo que o meu inglês me traísse...

O pior é que não me lembro sequer o que dissemos... sei que ele fez qualquer comentário de circunstância, talvez para arrancar a conversa com os fãs, e eu, com a minha mania de me armar ao pingarelho, disse qualquer merda que o fez rir e ele respondeu-me algo para me picar e foi aí que me atrapalhei. Não sabia o que dizer e... PUFFF (desfez-se o chocapic)... tocou o despertador!!! Ainda bem! Safei-me de uma bela vergonha, com certeza! :D (ou não!).

Mas foi bom. Tás cá dentro, Bale... (quer dizer... em sonhos...)

5 comentários:

Jorge Rita disse...

Eu sou o inverso! tenho e lembro-me muitas vezes dos meus sonhos. Só que é quase sempre com gente mais terrena e palpavel.
Lololollolllolll

Flávia disse...

eu misturo tudo, é sempre um regabofe, inclusive personagens de desenhos animados. já sonhei que o conde drácula era monitor numa colónia de férias ou que estava a fugir do porquinho babe, um serial killer insuspeito!!

este sonho que relatei até que foi muito convencional (por isso o relatei), porque normalmente os meus são inenarráveis..

deve ser por isso que agora me lembre tão raramente deles... e quando acordo com aquela sensação de que tive cá um sonho daqueles mas não me lembro de nada? fico lixada... é como ter perdido um grande filme em que fomos actores principais..

Isandes disse...

lol...

Bruno Marques disse...

Quem é amigo?! Levei-te a conhecer o Christian Bale! :) Fiz de conta que não te vi para não estragar a surpresa que vinha depois, ou seja, conheceres o Bale. É sempre um prazer estar nos teus sonhos...LOL

Flávia disse...

Conhecemo-nos há uns anitos e na fase em que menos contactamos é que foste entrar num sonho meu. o sub-consciente humano é mesmo bizarro. Ainda por cima foste antipático no sonho :D vá lá, safou-se a minha curiosidade!