31 de outubro de 2008

O homeme não é de pedra...

... e também chora.



Agora é que eu não perco mesmo o filme.

Comoveu-me bastante esta reacção do José Saramago, depois de ter assistido à ante-estreia do "seu" Ensaio sobre a Cegueira, em versão cinematográfica materializada pelo brasileiro Fernando Meirelles.

O Saramago é dos poucos escritores de quem li mais que um livro. Gosto mesmo do seu estilo irónico e rico. É um génio. Passa aquela imagem dura, mas todo ele é um turbilhão de emoções profundas. A prova é esta sua reacção. Não conseguiu segurar a máscara.

2 comentários:

Isandes disse...

Só li o Evangelho 2º Jesus Cristo, e noutras idades. Se calhar, agora, já lia + outro - O Ensaio ou Todos os Nomes, por aí...
Mas esse é outro k me fez espécie: a dizer k americanos eram todos "estúpidos". Até são, mas não há necessidade de dizÊ-lo assim, abertamente, deselegantemente.

PS - Conheço 1 pessoa k lhe limpava a pila (e outras partes) quando ele estava internado no hospital em Espanha...

flá disse...

O Saramago é outro que pode dizer tudo o que quer e ainda bem que o faz, pois haja alguém neste mundo que diga as coisas com todas as letras, e a haver quem o faça, que seja gente com um nobel no bolso e voz em todo o mundo.

Eu dele tb li o Envangelho, há vários anos, depois "A Caverna" (ofereceu-me o meu pai num aniversário) e um livro de poemas dele, n me lembro o nome (gosto mais da prosa). Não acabei o do convento de mafra (ai que eu sou péssima para decorar títulos e nomes), tive que devolvê-lo à biblioteca... LOL

E depois ele é mais uma camarada! Eu gosto de camaradas... LLOOLL