28 de outubro de 2008

Há quem fuja das responsabilidades...

... pois quatro meses volvidos cheguei à conclusão que é bem melhor tomar decisões, do que acatá-las...

Pensei não estar à altura do cargo actual, mas afinal sinto-me nele como um peixe na água. Apesar do esforço (e sacrifícios, muitas vezes) que exige, também me faz sentir realizada e recompensada, mais pelo resultado final e feedback dos leitores, que propriamente pelo aspecto monetário. E o melhor é que acho que estou à altura!

É claro que isto não são só rosas. Não faltam os espinhos, afiados e dolorosos (por vezes dá vontade de mandar tudo pró cara***). Mas passa. Afinal, a conjuntura não é a melhor... Mas há que dar a cara para o bem e para o mal, não fugir da luta. Pela primeira vez na minha vida sinto-me à altura de enfrentar o touro de frente. Isto porque sei que sou capaz e porque o faço, fundamentalmente, por amor (pensando sempre em voos mais altos).

4 comentários:

Jorge Rita disse...

Como acompanhei a Odisseia sinto pikena satisfação.
És um prato, e deves ser Vista Alegre....ehehehhehe
não sei se te acompanham mas trabalhar ctg deve ser uma galhofa e uma grande aventura.

flá disse...

LOL Ritinha gostei muito da metáfora do prato da Vista Alegre. E tu és lixado, n me elogies q babo (mesmo se n merecer LOL). Beijinhos e obrigada.

Isandes disse...

És grande. xuac

flá disse...

Mas tu és maior, isandes! outro, repenicado.