27 de janeiro de 2010

sou meio paneleira? bissexual? ou então nada.

No outro dia, não sei a que propósito, ouvi qualquer conversa sobre o significado de ter o dedo anelar (os BR dizem anular..) maior ou menor que o indicador (e vice-versa). É um tema de estudo do género 'porque se é canhoto?' ou 'porque se é gay?', a que os 'especilistas' procuram dar explicações, umas mais terrenas que outras...

Enfim, eu, curiosa e pessoa ao que parece pouco ocupada que sou, fui lá investigar e as pesquisas feitas remetem mais para o universo masculino (usam poucas mulheres nestes estudos? ou não lhes interessamos para nada?): ter o dedo anelar maior que o indicador é sinal de maior agressividade, segundo a generalidade dos estudos. Em contrapartida, ter um indicador maior é sinal de liderança... e por aí fora, não faltam ilações...

Achei interessante um outro estudo que associa o tamanho dos dedos ao sexo do cérebro humano. Achei interessante porque o fundo do estudo é que tem interesse e vai de encontro a uma ideia básica de que corroboro: o cérebro humano tem um sexo, independentemente do sexo físico de uma pessoa. Ou seja, sou gaja, mas posso pensar, sentir, agir como um gajo, mesmo sentindo-me uma gaja e gostando de gajos. Confuso? Eu acho que não! Partindo deste pressuposto ficaria tão bem mais simples explicar certas reacções humanas, certas preferências, como as sexuais!* Eu fiquei fascinada com o tema.

E como é feita a associação do tamanho de dois dos dedos das mãos a esta teoria do sexo do cérebro?
Segundo a mesma, indivíduos que tenham o dedo anelar mais alto que o indicar terão um cérebro masculino, independentemente de serem gajos ou gajas. O estudo, contudo, tem o cuidado de salvaguardar as excepções, explicando que há características eminentemente femininas que um cérebro masculino pode ter e vice-versa.

Ora, eu quando olhei a primeira vez para as minhas mãos pensando nestas teorias fiquei confusa... é que os meus anelares e indicadores são praticamente da mesma altura. Mais! numa mão o indicador é ligeirissimamente mais alto que o anelar, e na outra mão acontece o contrário. Por isso dei por mim a achar todas estas teorias uma chachada, pura falta de tempo e do que fazer aos subsídios atribuídos para a realização de pesquisas científicas...

Pensei assim até ter dado de caras com este último artigo, o tal sobre o sexo do cérebro, para perceber que, afinal, também há explicação para quem tem os dedos do mesmo tamanho: cérebros mistos.

E perguntam vocês: e como é que posso fazer pra saber que cérebro é o meu se o tamanho dos dedos me responderem a isso e mesmo assim eu duvidar?
Basta fazer o teste que acompanha este mesmo artigo clicando aqui.

Eu respondi e o resultado foi assustador: numa escala de 1 a 20 (sendo o 1 ultra-feminino e o 20 ultra-masculino, ou o contrário, n recordo direito), eu obtive 10. O meu cérebro é tal e qual o que os dedos da minha mão indicam: misto! Sou tão feminina quão masculina. E agora assaltam-me outras dúvidas (que estas coisas são tipo bola de neve): serei eu paneleireira? Ou seja, é possivel o meu lado masculino ser gay por eu gostar de homens? Ou ainda não descobri que serei bissexual? (o que até tem graça que uma vez escrevi por aqui que queria ser bi para não ser esquisita a escolher e poder comer de tudo..)

De qualquer das formas, aconselho a lerem o artigo e a fazerem o teste. A mim ajudou-me a esclarecer muita coisa... nomeadamente porque sou tão agressiva em certas situações e tão fofinha (de meter nojo) noutras...


* há ainda um estudo paralelo que explica que um cérebro é mais masculino quanto mais o feto esteve exposto à hormona da testosterona durante a temporada que este passou no útero... o que os 'cientistas' ainda não sabem explicar é o que motiva uma maior ou menor exposição a essa hormona.

8 comentários:

Li disse...

:D achei o maximo este teu post !!! nao resisti e fui fazer o teste...é q ue os meus dedos sao praticamente do mesmo tamanho...os da direita... da esquerda é maior o anelar... e o resultado foi... 14 :) feminina da cabeça aos pés... lool

bjoka

Jorge Rita disse...

Não que tivesse duvidas mas lá fiz o teste...
MACHO!!!
Muito MACHO!!!
5!
eheheheheheheh
(tava com medo de um 10...o limbo é sempre de duvidar)ehehehhe

Flávia disse...

ora aqui está: sois pessoas coerentes! podeis agora dormir descansadinhos

eu vou ali ver se descubro se também sou vampira ou se consigo atravessar paredes...

Isandes disse...

não sei se kero saber... ;)

Jess disse...

Oh Fla... e qual e a veracidade disto aqui?Porque a mim deu nome... meu cerebro e masculino... O que tambem explicaria imensas coisas lol... beijocas!

Flá disse...

oh je, cada um dá-lhe a credibilidade q bem entende. o meu lado racional diz que a teoria tem lógica e a mim o meu resultado parece fidedigno por explicar-me tb mta coisa. o estudo tem fundo cientifico e como li teorias identicas em vários artigos, há alguma coerência. Mas publiquei meramente a título de curiosidade.

ter um cérebro masculino n é anormal. quer dizer que perante determinadas situações/circunstâncias o teu cérebro tem um tipo de repsosta diferente do cérebro tipicamente feminino.

exemplos:
facilidade para números, para lidar com máquinas, tecnologia e afins, desenvencilhas-te se calhar mais rápido, n complicas tanto certas situações; podes ser mais agressiva, pragmática etc

mas tu melhor que ninguém has-de saber o que isso quer dizer

ter cérebro masculino n retira feminilidade a uma mulher. eu curtia ter cérebro másculino pra n complicar certas cenas... :P

Flá disse...

pior q uma mulher ter cérebro masculino ou um gajo cérebro feminino é... ter um cérebro misto! dasss nem se é carne nem peixe... é uma confusão aqui dentro...

mas a questão do estudo nada tem a ver com preferências sexuais nem duvidas acerca da sexualidade de cada um. isso é outra história.

Jess disse...

Nao!!porque assim ficas com o melhor de ambos!!