17 de março de 2009

A sarar...

Não há ninguém que não passe pelas perdas, bem sei. Só nós próprios podemos lamber as nossas feridas, não é verdade? E com o Tempo, esse "ladrão" complacente, as feridas vão sarando. Vamos recuperando o sorriso, a atenção sobre assuntos que tinham perdido importância, e - fundamental - o sentido de humor - o maior sinal de que, aos poucos, a normalidade retorna ao seu lugar.

E a vocês todos, amigos - especialmente as pessoas a quem não tenho a sorte de conhecer pessoalmente - deixo o meu sentido obrigado e um beijo cheio de carinho, como retribuição do que me deixaram aqui nas vossas mensagens, mesmo sem saberem ao certo o que passei. Tenho muita sorte de vos ter por aqui.

3 comentários:

Anónimo disse...

;) essa parte do especialmente era comigo ehehhehehehh
Xi

Flávia disse...

ctg e n só, jorge. *bijus*

Isandes disse...

;)