6 de outubro de 2008

Cheira-me a crise... aguentemos o tranco.

Há dias que os noticiários abrem com as notícias alarmantes de crise, espelhadas no comportamento das bolsas dos diversos países. Embora eu não domine noções básicas de economia que me possibilitem ter uma visão e opinião ampla sobre o assunto, não deixo de andar atenta aos acontecimentos e de me sentir ameaçada por estes sinais. Por isso, trato de repensar os planos que tinha para o futuro mais breve e voltar a jogar no euromilhões :-). Um dos planos que tive que adiar, pela centésima trigésima sétima vez, foi o de ir viver sozinha, previsto para o primeiro trimestre de 2009 - pagar aluguer, luz, gás, água,... responsabilidades, entre outras, que não me assustam de modo algum, mas obrigam a repensar sobre essa minha vontade antiga. Mais vale aguentar (mais uma vez) um pouco mais (e os paisinhos agradecem porque até gostam de nos ter debaixo da sua asa), e ir amealhando, porque sabe-se lá o dia de amanhã (também não gosto de viver às custas de e desde que trabalho contribuo para as despesas da casa e patrocino todos os meus gastos, sem excepções -é algo de que me orgulho). Eu sou uma rapariga providente, que olha para o dinheiro como sinónimo de segurança (e independência), nada mais... A pior coisa que nos pode acontecer é ficar em dívida... e tê-las...

4 comentários:

Bruno Marques disse...

A vida está realmente difícil. Todos somos obrigados a repensar algumas questões. E realmente é muito chato ficar em dívida e/ou ter dívidas...

fláv... disse...

Eu, felizmente, não as tenho. Pelo contrário, estão em dívida para cmg!...

Isandes disse...

Ah, pertencemos ao mesmo clube! (o de vivermos com os papis)Quem sabe daqui a 10 anitos, lol

PontoGi disse...

Por experiencia propia, acho que e a decisao mais acertada, no momento!
Linda menina.